A Lua

Linda, estonteante,  ela despontou no céu onde também vi estrelas !

Tanto tempo se passou para que eu pudesse detidamente perceber aquele mesmo brilho que encantou toda a minha adolescência.

A  Lua brilhava em silêncio, assim como , silenciosa estava toda a cidade.

Imersos em nossa quarentena, tenho agora a grande chance de me reconectar com aquela parte de mim que durante longos anos se encantou com a explosão de vida.

Hoje, vi e senti aquela mesma Lua de outrora e uma sensação de felicidade tocou meu coração.

Fui invadida por aquele mesmo encantamento que me fazia observar o céu por horas.

Percebi que esta mesma explosão de vida e natureza sempre estiveram ali, ao meu lado, aguardando o momento oportuno de  minha atenção .

Me senti agradecida por estar aqui, por perceber que tudo está conectado , que pertencemos a este universo e que somos um só.

Possa esta energia de amor universal se multiplicar e a compaixão se espalhar e assim a humanidade despertar para o verdadeiro sentido da vida.

Solange Biolcatti – 05/04/20.

 

 

 

 

 

REVOLUÇÃO DA AMOROSIDADE

Somos parte deste todo iluminado.

Nos reconhecemos isoladamente, mas, no entanto, é no sentido plural de nossa existência que percebemos a nossa força.

Somos plenamente felizes, quando nos percebemos fora de nosso ego e voltamos a uma expectativa maior e humanitária.

A essência desta experiência fantástica chamada vida, nada mais é do que evoluirmos este olhar que começa conosco, mas, que para fazer sentido ao ato de viver, há que se expandir no sentido coletivo da existência.

Não há sentido em imaginarmos que a felicidade é apenas a concretização de anseios pessoais e de desejos supérfluos que sintetizam apenas o ego e o momentâneo.

Temos um sentido de continuidade em tudo o que fazemos, isto é intrínseco a nossa própria existência.

A medida que pudermos, passo a passo, entender que os pequenos atos de gentileza e de amorosidade podem gerar uma sutil mudança que vai se consolidar no nosso entorno, perceberemos este sentido único do ato de viver.

Se pudermos espalhar uma nova “revolução”, que esta seja a da amorosidade. Somente plantando estas pequenas sementes, construiremos um amanhã melhor para todos nós e a vida poderá florescer em seu ápice.

Solange Biolcatti – 16/04/2019

O SAL DA TERRA

O que nos move?

O que traz sentido a vida?

O que nos enche de ânimo?

Vivemos satisfeitos com aquilo que temos e conseguimos ser felizes?

O que é felicidade?

O que exatamente busco como ser humano?

Estas e outras tantas perguntas sempre inundaram nossos pensamentos e permearam aquilo que buscamos como a essência do ser.

Não penso que seja uma busca essencialmente individual porque o sentido desta existência é percebermos que a medida que nos harmonizamos com o nosso entorno e que queremos bem a um maior número de seres sem distinção é quando verdadeiramente encontramos o sentido de tudo, aquilo que dá tempero a vida, o sal da terra.

O sal da terra é buscarmos o bem, é sentirmo-nos unidos a tudo e a todos, é perceber que aquele que sofre está ligado a nós da maneira mais intrínseca porque estamos todos conectados.

O sal da terra é sermos agradecidos e apreciarmos a vida assim como ela se apresenta a nós, sem apegos nem aversões.

O sal da terra é sorrir e espalhar alegria onde quer que estejamos, sem escolher a quem.

O sal da terra é expandir este amor universal que sempre existiu em nós e que é capaz de fazer este mundo, apesar dos problemas, das dúvidas, dos desencontros, do desamparo, um lugar melhor para se viver.

Solange Biolcatti – 15/02/18.

China

imageAqui estamos no Oriente .

Suas ruas tumultuadas e barulhentas.

As centenas de pessoas que passam apressadas com as agendas apertadas de compromissos e seus objetivos a cumprir .

E eu, encantada por estar do outro lado do planeta.

Ao mesmo tempo penso como podemos estar tão próximos ?

Sim , estamos unidos.

Unidos nesta variedade de sentimentos , unidos em nossos afazeres, em nossas  dúvidas e questionamentos , em nossas aspirações.

Somos tão diferentes,mas, ao mesmo tempo , tão próximos e conectados.

Isto me faz refletir que este grande planeta azul chamado Terra é uma grande terra única,cercada por fronteiras imaginárias,  mas que abriga seres movidos pelos mesmos ideais.

Isto me faz acreditar que embora tenhamos tantas diferenças, também temos a mesma raiz iluminada que nos enche de otimismo e esperança neste amanhã de união e paz que um dia chegará.

Isto me faz acreditar que a vida é este grande presente para aprendermos a aceitar as diferenças e evoluirmos enquanto seres que precisam dos valores espirituais muito mais do que as posses materiais.

Hoje aqui na longínqua China me senti muito mais próxima de todos os seres deste mundo nesta imensa ilha única chamada Terra.

12/03/17