Trajetória

E vamos seguindo nesta trajetória.

Tantos são os passos, os encontros e desencontros, as perdas, as lágrimas e angústias, o sonho, o brilho do olhar e novamente a esperança.

O que verdadeiramente significa esta experiência, o porquê de tudo o que nos cerca, o que nos move, nos espante e nos paralisa?

O que nos assombra, nos emudece e nos impulsiona, talvez, jamais saberemos.

O que me move é saber que sou este contínuo , que faço parte desta árvore imensa de vida e energia que me trouxe até aqui.

Por vezes, tenho em mim o cansaço de séculos e por outras a leveza dos pássaros que sobrevoam o vazio ao sabor dos ventos.

Hoje, mais um marco nesta escalada de vida.

Hoje, inúmeros sentimentos misturados onde me acho e aos mesmo tempo me perco na multidão.

Hoje, meu olhar segue vislumbrando o horizonte, embora, por vezes as retinas estejam cansadas e só queiram ter o repouso de mirar o pôr do sol.

Talvez, a leveza das ondas que trazem das profundezas do oceano as mais belas cantigas da natureza, pudessem embalar meus mais profundos sonhos.

Hoje, rompo mais um ano nesta escala.

E na verdade me pergunto o que é isto que chamamos de tempo e para o qual damos tanta importância?

E como diz o koan: qual era o teu rosto antes de teus pais nascerem?

Tudo o que vivi fizeram se mim o que sou e me trouxeram até aqui, e muito do que ainda vou me tornar poderá, quem sabe um dia, tornar-se um caminho para outros que ainda virão.

Que esta experiência com a qual fui agraciada, me permita evoluir no sentido de entender que o que verdadeiramente importa é somente este dia único.

Que este mesmo dia, traga a sabedoria para evoluir muito além das palavras e do conhecimento formal de tal modo que este mergulho em mim mesma traga a paz e luz absolutas que sempre busquei.

Que todas as causas e condições possam ser favoráveis no sentido de despertar e no sentido deste encontro com a plena essência.

Obrigada vida, por mais este ano, por mais este dia, por mais esta oportunidade de viver.

Obrigada Universo, pelas capacidades infinitas que habitam meu ser e que me fazem despertar para as varias possibilidades.

Obrigada a cada um daqueles que antes de mim honraram a vida que tenho hoje.

Sou parte deste contínuo no fio de energia da vida, e assim há de permanecer este mesmo fio neste contínuo a perdurar na eternidade.

Solange Biolcatti (pelo dia 30/08).

A Lua

Linda, estonteante,  ela despontou no céu onde também vi estrelas !

Tanto tempo se passou para que eu pudesse detidamente perceber aquele mesmo brilho que encantou toda a minha adolescência.

A  Lua brilhava em silêncio, assim como , silenciosa estava toda a cidade.

Imersos em nossa quarentena, tenho agora a grande chance de me reconectar com aquela parte de mim que durante longos anos se encantou com a explosão de vida.

Hoje, vi e senti aquela mesma Lua de outrora e uma sensação de felicidade tocou meu coração.

Fui invadida por aquele mesmo encantamento que me fazia observar o céu por horas.

Percebi que esta mesma explosão de vida e natureza sempre estiveram ali, ao meu lado, aguardando o momento oportuno de  minha atenção .

Me senti agradecida por estar aqui, por perceber que tudo está conectado , que pertencemos a este universo e que somos um só.

Possa esta energia de amor universal se multiplicar e a compaixão se espalhar e assim a humanidade despertar para o verdadeiro sentido da vida.

Solange Biolcatti – 05/04/20.

 

 

 

 

 

OLGA

Começar um texto repleto de emoção é uma das coisas mais difíceis de fazer, pois, a emoção embaralha a razão e turva as palavras.

Busquei então, começar este texto, pois há uma necessidade básica de expor este turbilhão de emoção que agora habita em meu peito.

Busquei a origem do nome daquela que viria a conhecer anos depois na minha tenra juventude, Olga, e encontrei na etimologia da palavra, a exata dimensão do que representou esta mulher:

Consagrada a Deus, carrega consigo as qualidades de uma mulher repleta de virtudes tais como dignidade, respeito, bondade e beleza.

Seus pais, souberam antecipadamente, na data de seu nascimento, o que viria a se transformar em sua fase adulta, uma mulher ímpar, um caráter único, uma fé inabalável, uma doçura que a tudo envolvia e encantava.

Os anos em que desfrutei de sua companhia, só demonstraram um ser humano no caminho da auto realização, pois, o que vi ao longo dos anos que pude compartilhar de sua companhia, foi uma pessoa repleta de amor incondicional e de compaixão, qualidades essenciais , quando conseguimos ultrapassar as fronteiras da materialidade da existência e adentrar no âmago do que é efetivamente a experiência de viver.

Sem perceber, sua forma de ser tocou o meu ser e as sementes tinham sido plantadas em meu coração.

Hoje olho e vejo um lindo jardim florido.

Vejo os pássaros coloridos e seus cantos mágicos.

Vejo seus filhos e netos.

Vejo como tudo o que ajudou a construir ficou tão belo.

E neste cenário de harmonia e luz, vejo seu sorriso que por tantas vezes me encantou.

Hoje sei que está plena e nos vê de uma forma única, livre no paraíso de evolução onde se encontra.

Hoje, estamos tristes, mas, tenho certeza de que o Universo ficou feliz em tê-la por perto espalhando este amor e este sorriso que nunca mais sairá de nossos corações.

Obrigada por tudo, minha sogra, minha amiga.

 

05/06/17

Sede de pensamento

Posto que é chama, esta dor que inflama,

Este átomo de tempo em que tudo transforma,

Esta sede do pensamento,

Do sentimento,

Daquele primeiro momento.

Somos o instante que de relance se encontra por entre esquinas e que é capaz de novamente derreter o gelo e descobrir singela a primeira flor da primavera.

Solange Biolcatti – 16/05/2015 – 12:40 hs