TEMPOS MODERNOS

Tempos frenéticos.

Mundo hermético.

Sorriso sintético.

Relações diluídas no conforto das telas protetoras dos computadores, laptops, tablets, celulares onde a exposição é velada e os sentimentos expostos restrimgem-se a emoticons e pequenos sinais de like’s.

Tribos divididas na grande aldeia Terra.

Nunca estivémos tão próximos e tão milimetricamente separados por gostos, tendências, expectativas.

Nunca o mundo esteve tão conectado, informado, engajado, personalizado mas essencialmente vazio.

Rostos sorridentes e takes deslumbrantes invadem as redes sociais, mas,  pessoas sufocadas invadem terapeutas em busca de lenitivos para alcançar a tão sonhada felicidade.

Do que realmente precisamos?

O que buscamos?

O que é verdadeiramente nossa essência?

O que ou quem sou eu?

Talvez este seja o exercício de uma vida inteira. Buscar o que verdadeiramente possa preencher as lacunas desta experiência fascinante e desafiante que é o ato de viver.

Talvez o que realmente possa completar nossa finitude, seja um sorriso próximo e um brilho despretencioso do olhar.

Talvez nesta dança da vida, pessoas reais em um mundo real tragam aquilo que seja novamente o sal da terra.

Solange Biolcatti – 30/01/2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s