EXISTÊNCIA

A tênue linha de nossa existência,

Tantos sonhos, metas, um mar sem fim de compromissos, angústias e ansiedades.

Tantos planos do futuro que insistentemente programamos que acabamos por esquecer que o momento do agora é o nosso maior presente.

Acabamos por esquecer que a vida é feita das pequenas coisas, das pequenas conquistas, de apreciar um nascer ou pôr do sol.

Que a vida se torna plena e cheia de sentido, quando aprendemos a sorrir mais do que esbravejar.

Que acreditamos estar acima de qualquer coisa, mas na verdade, estamos inseridos nesta teia da vida e estamos interligados e interconectados a tudo e a todos.

Que quando ferimos a alguma coisa ou a alguém é em última análise a nós mesmos que ferimos.

Que devemos aprender a desenvolver um olhar amoroso para com as pessoas e coisas ao nosso redor.

Que a compaixão é um exercício de ampliar o olhar e aprender a ver com o coração.

E que nossa vida só tem sentido e valor se formos úteis num sentido maior, apesar de nossas metas e sonhos individuais.

Talvez aí resida o grande desafio de viver.

 

16/06/17

1 Comment

  1. Muito bom Solange
    “Que a vida se torna plena e cheia de sentido, quando aprendemos a sorrir mais do que esbravejar.”
    Sensação de plenitude.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s